23/03/2015

Quer saber?

Todo mundo tem ex, todo mundo tem decepções e cicatrizes. Sua dor não é maior que a minha, nem que a de ninguém. Eu respeito o tempo de recuperação de cada um. Respeito tanto que sou incapaz de chegar pra alguém ferido e dizer “Ei, que isso? Para de chorar e desencana, sacode essa poeira!”. Superação é todo um processo e não um truque de mágica, infelizmente. Tem que chorar muito mesmo. Tem que deixar doer até criar anestesia sozinho. Tem que esgotar a dor! E é completamente natural querer dar um tempo dessa história de amor, ficar mais desconfiado e desacreditado também. Mas o que não pode acontecer, de jeito nenhum, é se bloquear. É conhecer alguém maravilhoso, que tem tudo pra dar certo e desistir só porque não deu certo daquela outra vez. Isso eu não respeito mesmo. Então eu vim aqui pra te dizer uma coisa muito simples: essa dívida não é minha! E é muito injusto me cobrar um valor tão alto, se a única coisa que eu fiz foi dar amor. Nunca pedi emprestados seus sonhos, sua inocência e nunca mais paguei. Muito pelo contrário, me dispus a construir tudo de novo com você. E todas as vezes que eu sem querer te comparei com um ex que também me deve, eu imediatamente balancei a cabeça e me mandei deixar de ser louca. Então revê tuas contas, refaz teus cálculos, abate esses juros. Que eu juro que amor recíproco não é coisa pouca e nesse investimento a gente não tem nada a perder.
Marcella Fernanda
.