19/07/2015

Resenha: Os 13 Porquês Jay Asher

Ola pessoal tudo bem? Hoje trago pra vocês um livro lindo que mexeu muito comigo, por seus fatos serem muitos reais em nosso dia a dia, estou falando do livro Os 13 Porquês de Jay Asher, ele é um livro muito emocionante e também triste venham conferir.



  • Autor: Jay Ascher
  • Editora: Atica Editora
  • Assunto: Infanto Juvenil
  • Edição: 1
  • Ano: 2009

  • Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.





O livro conta a historia de uma adolescente chamada Hannah Baker Antes de cometer um suicídio Hannah gravou 7 fitas cassetes onde ela contava o que se passou em sua vida que a levou a escolher o caminho da morte, através de Clay Jensen, após ter recebido uma caixa onde continham 7 fitas cassetes endereçadas a cada um dos colegas, onde cada um deles teve uma pequena participação onde Hannah contava o que eles fizeram com ela que a levou a tirar a sua própria vida, Clay Não entendia porque essas fitas estavam em sua porta, não imaginava o que continham nela, e quando viu do que se tratava também não entendia o porque ele também estaria nessas fitas, afinal ele não tinha feito nada de mal com Hannah para ela ter o incluído nelas, Porém ele tinha sim um grande papel nesta historia.


Tudo isso começou através de um beijo, O primeiro beijo de Hannah Baker, depois desse beijo sua vida nunca mais foi igual, Um beijo que fora com o menino errado Justin, Era pra ser um momento inesquecível e inocente para Hannah Baker Mais acabou que sendo o pior dos seus pesadelos, Ao dar o seu primeiro beijo em Justin no outro dia o nome de Hannah estava na boca do colégio inteiro, mais como uma mulher fácil que ele tinha dado uns amassos, os comentários correu por toda a escola, seu nome começou a virar piadinha entre os colegas, até em listas das mais gostosas seu nome estava, passando por mão em mão, mais ninguem sabia o efeito bola de neve que aquilo estava causando na vida de Hannah, as pessoas começaram a acreditar em boatos que aparecia sobre ela mentiras caluniosas, sua vida se tornou um tormento.


Ao me conscientizar de que ninguém sabia a verdade a respeito da minha vida, meus pensamentos sobre o mundo ficaram abalados.Como se estivesse dirigindo por uma estrada acidentada e perdendo o controle do volante, sendo jogada - só um pouquinho - para fora da pista. As rodas levantam poeira, mas você consegue puxar o carro de volta. Mesmo assim, não importa que esteja segurando bem firme no volante, não importa o quanto esteja se esforçando para tentar guiar em linha reta, algo fica empurrando você para o lado. Você já não tem quase mais nenhum controle sobre nada. E, a certa altura, a luta se torna excessiva - cansativa demais - e você considera a possibilidade de largar tudo. De deixar acontecer uma tragédia… ou seja lá o que for. 

Hannah já não se sentia segura em lugar nenhum nem na escola nem em casa, os boatos a perseguição dos colegas chegaram ao extremo em sua vida, Ela amava fazer poemas até isso tiraram dela, sem amigos sem ninguém pra conversar em casa os seus pais não tinham mais tempo para conversar com ela, em seus poemas que ela colocava todos os seus sentimentos, Mais ate nisso zombaram dela.

 Se meu amor fosse um oceano, não haveria mais terras. Se meu amor fosse um deserto, você só enxergaria areia. Se meu amor fosse uma estrela – tarde da noite, luz apenas. E se meu amor pudesse criar asas, eu estaria voando nas alturas.

O livro é bem forte nos faz ver e pensar muito antes de tirar algum sarro da cara das pessoas, e de falar algo que ouvimos por alto e sair comentando com as outras pessoas sem ao menos saber ao fundo a verdade sobre ela, não conhecemos a vida de ninguém a não ser as nossas mesmo, e como algo que parece ser inofensivo para nós para outras pessoas pode ser desastroso.


Vocês não sabem o que se passa na vida de ninguém, a não ser na de vocês. E quando estragam uma parte da vida de uma pessoa, não estão estragando apenas aquela parte. Infelizmente, não da para ser tão preciso ou seletivo. Quando você estraga parte da vida de alguém, você estraga a vida toda dessa pessoa.

Mais no livro não tem só pessoas  ruins, tem as boas também como a parte de Clay, ele é muito fofo, e a parte que toca no nome dele na fita é onde nos encontramos as partes mais bonita no livro, apesar de ser curto a participação dele na vida de Hannah e super lindo, o livro é bem intenso ficamos vidrados do inicio ao fim, tiramos varias lições do livro para as nossa vidas, e também mostra como os pais tendem ficar consciente do que seus filhos pensam fazem, do que se passam com eles nas escolas, ficar de olho em seus comportamentos e mudanças, o livro termina de um jeito muito fofo apesar de triste, amei a escrita do Jay e super rápida e fluida super indico esse livro.



Sinto falta dela a cada sopro de ar que inspiro. Sinto falta dela com um coração que, por si só, se sente tão frio, mas que aquece quando os pensamentos sobre ela fluem através de mim.
—  Os 13 porquês

                                                                                                               Nita Santos 



.