31/08/2015

Resenha: Beleza Perdida Amy Harmon

oii gente hoje vim falar para vocês de um livro super,super bonito tanto pela capa e pelo conteúdo o nome dele é ...



   Só pelo nome já se dá para ter uma noção que ele veio para dar uma lição de vida para nós leitores, esse livro retrata a história de um conto de fadas muito conhecida a Bela e a Fera só que em um contexto atual e inovador e faz lembrarmos de nossa infância então vamos ao principal..


 Título: Beleza Perdida
  Autor (a): Amy Harmon
  Editora: Verus
  Ano:2015
  Páginas: 336
Ambrose Young é lindo, alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose... até tudo na vida dele mudar. Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas - perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido. Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

“Tem horas que eu acho que não aguento mais.”“Existem momentos assim, Bailey. Momentos em que você acha que não vai mais aguentar. Mas aí descobre que consegue. Sempre consegue. Você é duração. Vai respirar fundo, engolir só um pouco mais, aguentar só um pouco mais, e depois vai conseguir fôlego novo.”“Mas tem horas que a gente só precisa reconhecer a merda, Fern, sabe?”“Sim. E isso também é bom.

  Nós seres humanos sempre achamos que nossos problemas são pesados demais mas não olhamos para o nosso lado para ver o que as outras pessoas estão enfrentando, e quando abrimos os olhos vemos que  o que enfrentamos não e nada comparado com o que está pessoa ao nosso lado está passando.
   Este livro tem o nome beleza perdida pois é fácil ser bonito fisicamente, mas é muito difícil ser belo por dentro. Conseguir nutrir sentimentos puros até quando a vida é dura com você.

''Às vezes, ter amigos especiais pode ser difícil. Às vezes você vai sofrer por seus amigos. A vida nem sempre é fácil, e as pessoas podem ser cruéis.''

    A principal personagem deste livro é fern, uma garota bondosa e repleta de bravura que aos olhos daqueles que não sabiam enxergar, era considerada feia demais. Ela amava incondicionalmente Ambrose, porém, ele era a estrela do time de luta da sua escola e nunca correspondeu os seus sentimentos. Ela se magoou, se sentiu humilhada muitas vezes, mas aquele amor parecia fazer parte de sua alma..Baily era primo de Fern era um menino especial para todos que conheciam era portador de distrofia muscular  uma doença que o acompanhava desde muito pequeno e fez com que ele fosse dependente de todos a sua volta principalmente de Fern que cuidou dele desde pequeno (vale lembrar que Fern e Baily tinham a mesma idade e sempre foram como irmão) .Ambrose partiu para a guerra no Iraque, após o atentado de 11 de setembro e levou junto com eles os seus amigos de time, ninguém esperava que quando ele voltasse estaria tão diferente.
   Neste livro  é possível ver um garoto preso a uma cadeira de rodas lutando por aqueles que ama, uma garota considerada feia e que exalava amor, e um jovem que teve que perder sua beleza física para poder ver que o que realmente importava na vida.



''Acho que é por isso que a Fern sempre gostou tanto de ler. Os livros permitem que as pessoas sejam quem elas querem ser, para escapar de si mesmas por um tempo.''


 Se Deus fez todos os rosto,ele riu quando me fez? Ele faz pernas que não podem andar e olhos que não podem ver? Ondula os cabelos na minha cabeça numa rebelde insensatez?   Fecha os ouvidos do surdo para que ele precise depender? Minha aparência é coincidência ou ironia do destino? Se ele me fez assim,posso culpá-lo pelo que odeio? Pelos defeitos que aparecem piorar a cada vez que olho no espelho. Pela feiura que vejo em mim,pelo ódio e pelo medo. Ele nos esculpe para seu prazer,por uma razão que não posso ver? Se Deus faz todos os rostos,ele riu quado me fez?  


.