01/09/2015

Resenha: O Visconde Que Me Amava Julian Quinn

Título: O Visconde Que Me Amava
Série: Os Bridgertons 2
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2013
 A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração. Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis

Pessoal hoje trago pra vocês a grande Diva dos romances de época contemporâneo Julia Quinn Como todos sabem considerada a Jane Austen atual a Julia sempre nos trás em seus livros personagens cativantes e inesquecíveis, mas vamos falar do livro.



  Em O visconde que me amava a Julia nos traz a historia de Kate e Anthony o primogênito da família Bridgertons. Kate era uma moça humilde que vivia com sua madrasta e sua irmã, perdeu sua mãe logo cedo quando tinha apenas 3 anos, sua madrasta Mary sempre a cuidou como sua pro própria filha junto com Edwina sua irmã de consideração mais nova. Kate ao contrario de Edwina não tinha belezura nenhuma, já estava em tempo de se casar porém por não ser considerada uma mulher altamente bela não tinha nenhum pretendentes, Já Edwina era muito bonita e com apenas 17 anos ja tinha uma lista de pretendentes que Kate assumira a escolher o melhor para ela, sempre foi uma irmã muito protetora cuidava de Edwina como fosse sua filha e sempre desejava o melhor para ela. Como tava em época bailes onde as mais belas damas e cavalheiros e suas mães casamenteiras, procuram um marido, Kate sempre ia aos bales somente para acompanhar a sua madrasta e para conhecer os admiradores de Edwina  Afinal para pedir a mão de Edwina em casamento teria que passar pela a aprovação de Kate primeiro, Ao mesmo tempo quando Edwina e Kate procuravam um Marido ideal para a sua irmã Anthony Bridgerton decide que aquele ano encontraria uma esposa a seu nível para formar um lar e sair daquela vida que levava de libertino suas egigências não seria muita apenas que a esposa fosse inteligente e divertida. Logo cai em seus ouvidos que Edwina seria uma esposa ideal além de bela era altamente inteligente, Lorde Bridgerton logo se interessou e decidiu que Edwina seria a sua esposa, Mal sabia que Kate não o via com bons olhos, Anthony era considerado entre a sociedade um grande libertino e que a mulher que se casasse com ele sofreria bastante e isso era o que ela menos queria que acontecesse com Edwina e ela faria o Impossível para livra-la desse caso perdido.

 Um homem charmoso é muito agradável e um homem de boa aparência é, sem dúvida, uma visão que vale a pena, mas um homem honrado, ah, querida leitora, é para ele que as jovens deveriam correr. Pág. 151

  Nessa parte do livro que começa as brigas entre Kate e Anthony nos divertimos bastante lendo as partes inusitadas que acontece no decorrer do Cortejo de Anthony e Edwina, Ele faz o possível para irrita-la, riamos bastante no livro porque é muito divertido, Kate é muito inteligente e super mandona o que faz a historia ficar bem mais divertida, fora seu cachorro que nos tira varias gargalhadas também.


De repente, era muito difícil estar em sua presença, muito doloroso saber que ele pertence a outra pessoa.”
O Romance é um pouco previsível mais não tira a desenvoltura da historia, a cada pagina você é mais envolvido com os personagens o que faz com que você só largue o livro quando acabar de lê-lo. O Anthony é muito fofo mesmo tendo vários transtorno pois ainda sofre com a morte do pai, ele deixa qualquer mulher morrendo de paixão por ele.

– Ouça-me – sua voz ainda mais intensa – e escute bem, porque eu só vou dizer isto uma vez. Eu te desejo. Eu queimo por você. Eu não consigo dormir à noite por querer você. Mesmo quando eu não gosto de você, eu desejo você. É a coisa mais enlouquecedora, sedutora, coisa mais condenável. E se eu ouvir mais uma palavra do absurdo de seus lábios, eu vou ter que amarrá-lo à  maldita cama e mostrar a você uma centena de maneiras diferentes, até que finalmente você coloque na sua cabeça boba que você é a mulher mais bela e desejável, na Inglaterra, e se alguém não vê, eles são tolos malditos “
Só uma coisa que notei que o livro é meio que parecido com o primeiro O Duque e Eu, mais ainda assim é muito lindo a historia de como os dois supera os seus medos, e como sempre a Julia coloca um jeito doce na historia pra ficar aquele lindoo conto de fadas rsrs estou ansiosa para ler o terceiro livro Um Perfeito Cavalheiro e pelo o que vi e super lindo também, pra vocês que não conhecem a serie...


E a editora Arqueiro acabou de lançar o próximo livro da serie  que também já estou louca por ele o Conde enfeitiçado

E como todos sabem a Autora vai estar na Bienal do rio chorando horrores por não poder ir :(
A serie é linda super recomendoo :* bjos e até a proxima.




.