25/02/2016

Resenha: O sol é para todos Harper Lee

Olá pessoal!! hoje trago a resenha desse livro magnifico que há muito tempo eu estava louca pra ler, mas só agora eu tive a oportunidade, eu o encontrei na biblioteca da minha cidade na versão antiga quando fora publicada pela a editora Circulo das letras, reenlaçado pela a editora José Olympio agora esta em uma capa bem mais interessante.

Título: O Sol é Para Todos
Autor (a): Harper Lee
Editora: José Olympio
Ano: 2015
Páginas: 350
Onde comprar: Saraiva | Submarino
Sinopse: Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça. O sol é para todos, com seu texto forte, melodramático, sutil, cômico (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações.



Quando ouvi falar desse livro, Eu imaginei que fosse mais um livro sobre o preconceito e o racismo, e quando li vi mais que isso, O livro não só fala do racismo em si, mas da inocência e da pureza dos olhos de um criança onde o adulto esta bem longe de enxergar.

Scolt ou Jean Louse Finch vive com seu pai Advogado Atticus e seu irmão Jem, em uma pequena cidade no Alabama chamada Maycomb, a historia se passa pelo meados dos anos 30, Scolt com apenas 6 anos e Jem com 9. com a ajuda de uma negra Calpúnia, Atticus cria seus dois filhos pois sua esposa falecera há alguns anos atras. Maycomb é uma cidade onde todo mundo conhece todo mundo suas descendências e seus passados, Uma cidade com pessoas preconceituosas e fofoqueiras, Todo verão Dill um amigo de Scolt e Jem vem passar as ferias na casa de sua tia Rachel, Juntos eles fazem várias traquinagens, inclusive eles tentam descobrir um grande mistério que cerca a casa dos Ridley seu vizinho, Arthur Ridley nunca sai de casa, há varias historias que ele estaria louco e isso gerava curiosidade entre as crianças e os deixava inquietos fazendo com que Boo Radley ou Arthur saísse para fora para eles poderem vê-lo, mas isso nunca acontecia.

Atticus é encarregado de defender um negro Thom Robison, acusado de estuprar Mayella Ewell filha de Bob Ewell uma família onde todos são ignorantes e brutos, vivem de pensão as custas do governo
a maioria da família não frequentava a escola, iam somente no primeiro dia e nunca mais voltava, todos tinham medo da família Ewell por serem violentos e arrogantes.

“Pela própria natureza da profissão, todo advogado enfrenta pelo menos uma vez na vida um caso que o afeta pessoalmente.”
Ao defender Thom a população de Maycomb se revolta contra a família de Atticus por ele defender um negro, Scolt é alvo de piadinhas na escola, e se envolve em brigas para defender seu pai.

“Antes de poder viver com os outros, eu tenho de viver comigo mesmo. A consciência de um indivíduo não deve subordinar-se à lei da maioria.”
Podemos ver com mais clareza o poder desse livro porque é através dos olhos de uma criança que vemos os fatos como eles são, acho que com nenhum adulto narrando iriamos sentir o que a autora queria nos transmitir, vemos como a injustiça afeta uma criança que talvez aos olhos de um adulto passaria despercebido, Scolt na inocência  não entendia o porque dos adultos agirem de tal maneira em pontos tão obvio como era o de Thom Robison.
“Eu queria que você visse o que é realmente coragem, em vez de pensar que coragem é um homem com uma arma na mão. Coragem é quando você sabe que está derrotado antes mesmo de começar, mas começa assim mesmo, e vai até o fim, apesar de tudo. Raramente a gente vence, mas isso pode até acontecer.”
Um dos meus personagens favoritos além de Scolt é seu pai Atticus um homem de meia idade, em um cavalheirismo e integridade que acho que hoje em dia não existem mais, Atticus vive de uma maneira que quer repassar para os seus filhos o valor de um ser humano independente de sua cor e raça, e vemos isso em Scolt e em Jem crianças com uma grande mentalidade que em muitos adultos faltam.

         “Só existe um tipo de gente: gente.”
“As pessoas sensatas não se orgulham de seus dotes naturais.” 

O livro é todo narrado em primeira pessoa por Scolt, Junto com o livro vamos vendo o crescimento dos personagens, o amadurecimento deles com o passar dos anos, a tranquilidade e sabedoria de Atticus é o que ficamos encantadas, o livro é uma verdadeira lição para o ser humano principalmente para os adultos, acho que todo mundo deveria ler esse livro, super indico, Foi triste a noticia que tivemos no dia 19 sobre a morte da autora, já que no final do livro nos deixou com uma grande duvida, e muitos ainda tinham esperança de uma continuação, para saber mais sobre a vida dos personagens depois de tudo, não percam a chance de ler um grande livro leeiam e vocês vão amar.

“Quando crescer, todos os dias você verá brancos ludibriando negros, mas deixe-me dizer uma coisa, e nunca se esqueça disso: sempre que um branco trata um negro desta forma, não importa quem seja ele, o seu grau de riqueza ou a linhagem de sua família, esse homem branco é lixo.”


.