18/02/2017

Resenha: O Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos.

Por onde começar a falar desse livro? Cativa qualquer pessoa! O livro pode ter certa monotonia no começo, mas depois que o Português Manuel entra em cena, toda a história melhora, retrato de um menino pobre e como busca viver sua vida!

Zezé é um menino de família pobre, com muitos irmãos e pais que trabalham duro em busca de sustentar a família. Logo pequeno, o menino cheio de criatividade aprende a ler e deve ir para a escola, onde algumas cenas do livro se passam. Eles se mudam logo no comecinho para outra casa, que tem alguns pés de árvore, e Zezé escolhe como seu um pequeno pé de laranja lima, Xururuca ou Minguinho, que vai crescer junto com ele e participar de muitas brincadeiras e desabafos. Quase todos os dias Zezé conta sua vida para Minguinho, e sendo criativo, a árvore "dialoga" com ele. Mas Zezé também é um menino levado, que apronta poucas e boas, e acaba por sempre levar uma surra dos pais ou dos irmãos (exceto Godóia, a irmã que sempre o defende e cuida dele), e por duas vezes já chegou perto de morrer de tanto apanhar! Zezé sobe em cima do carro de um português, Manuel, que também o surra, e Zezé diz que quando for adulto vai matá-lo. Mas um dia em suas brincadeiras, pisa em vidro e talha um corte profundo no pé, e, com medo de os pais baterem nele, pede ajuda a Godóia, repousa e no outro dia vai para a escola. Ele passa perto do português, e não é um dia comum, que ele se esconde do homem, está sem forças para isso. Então o 'portuga' vê o pé do menino e o leva ao médico. A partir daí começa uma relação como 'pai e filho' do português com Zezé, e ambos tem carinho imenso um pelo outro! E o final realmente é chocante, ainda não acredito, apesar de ser baseado em fatos reais! Uma leitura que recomendo a qualquer tipo de pessoa, dos mais 'durões' aos mais sentimentais! 

O livro é cheio de edições no Brasil e em todos os cantos do mundo, possui adaptação televisiva e cinematográfica.


Avaliação Geral: 

Meta: 3/50
Nota: 5*****
Páginas (da edição que li): 195
Editora: Melhoramentos
Link do livro no Skoob: AQUI.

Fica a recomendação de leitura, MEF. 


.